Assessoria e-commerce Geraldo Duraes

Guia em 7 passos – Cadastro de produtos para e-commerce

Já está comprovado que a maioria dos consumidores, depois de 3 segundos de pesquisa, já é capaz de tomar uma decisão referente a compra ou opinião sobre um site ou produto.

Isso significa que o usuário, ao entrar em um site, vai analisar de forma rápida se ele gostou da empresa, dos produtos e da estrutura de organização da página. Caso ele não tenha gostado, a página será fechada rapidamente.

E o que ele vai fazer depois disso? Simples. Voltar para o Google e procurar por outros sites.

Por esse motivo, é muito importante que você leve a sério o processo de cadastrar produtos no seu e-commerce.

Não basta apenas colocar uma foto e um título para o produto que você quer vender. Há diversos outros aspectos que devem ser levados em conta.

Se você não sabe como começar, fique tranquilo. Vamos te explicar tudo passo a passo. Confira.

A importância de criar uma estrutura de vendas para o seu e-commerce

Toda empresa precisa vender. Sem clientes, não há lucro.

Mas quando o negócio realmente começa a crescer, muitos empreendedores começam a ficar perdidos. Todo esse processo poderia ser facilitado, se lá no início, uma estratégia de vendas mais consolidada tivesse sido montada.

Criar uma estrutura de vendas vai te ajudar a:

  • Conquistar clientes
  • Aumentar as vendas
  • Reduzir o número de erros operacionais
  • Definir o seu nicho

Ou seja, como você pode ver, organizar a sua empresa pode facilitar as coisas para o seu negócio.

Contudo, no marketing digital, há uma outra ferramenta que precisa ser utilizada no seu e-commerce – o SEO, pois o cadastro dos seus produtos depende dessa estratégia de marketing digital para ser eficiente.

O que é SEO para e-commerce?

SEO, que significa Search Engine Optimization, ou otimização para os mecanismos de pesquisa, é um conjunto de estratégias que ajuda a melhorar o posicionamento através do seu site institucional, blog ou loja virtual nos resultados orgânicos do Google.

A cada minuto, milhões de pesquisas são feitas nos mecanismos de busca (como o Google).

O usuário, ao fazer uma pesquisa, quer encontrar algo que possa resolver o seu problema (um produto ou serviço específico), por exemplo.

Por isso, os algoritmos do Google organizam os sites de uma forma em que as páginas que possuem conteúdo mais relevante, sejam colocadas na topo da primeiro página.

Os primeiros links orgânicos (gratuitos) são os que recebem a maior parte dos cliques. Ou seja, se o seu site estiver posicionado no top oda página, vai ser mais fácil fazer com que os usuários cliquem nele.

Como montar um fluxo de vendas para o seu e-commerce através de boas estratégias de SEO

Agora que você já sabe o que é SEO e a importância dessa estratégia para o cadastro de produtos no seu e-commerce, vamos te mostrar como a estruturação desse processo deve ser montada.

Dessa forma, vai ficar muito mais fácil conquistar clientes, aparecer nas primeiras páginas de busca e deixar a descrição dos produtos mais organizada. Confira os seis passos que devem fazer parte do cadastro de processos do seu e-commerce:

Passo 1: Defina sua Keyword (palavra-chave) de cada um dos produtos

As palavras-chave  são o principal instrumento de uma pesquisa. Os termos podem ser compostos de uma ou mais palavras. Quanto mais curta for a palavra-chave, mais genérica ela vai ser. Quanto mais longa for a palavra-chave, mais específica ela vai ser.

O termo, na verdade, já é autoexplicativo. Mas para essa ferramenta ser utilizada como uma boa estratégia de marketing, é importante você entender mais sobre o processo de escolha de palavras-chave.

Para te ajudar a entender melhor sobre o assunto, vamos dar um exemplo.

Imagine que você tem uma loja virtual de óleos essenciais.

Nesse caso, as palavras-chave de cada produto poderiam ser essas:

  • Óleo essencial de eucalipto
  • Óleo essencial de camomila
  • Óleo essencial de alecrim

As palavras-chave deveriam ser colocadas já no título e serem REPETIDAS na descrição de cada produto.

Elas serão utilizadas pelo usuário quando for fazer uma pesquisa no Google ou em qualquer outro mecanismo de busca.

Ao definir um termo específico para uma página, artigo, produto ou serviço, você vai de certa forma, passar uma mensagem para os algoritmos do Google, de que o conteúdo que você está oferecendo, se trata sobre determinado tema.

Se você fizer a escolha correta, vai conseguir atrair um bom número de visitantes para o seu e-commerce.

Para escolher uma boa palavra-chave, você deve:

  • Conhecer a sua persona
  • Ter um objetivo específico
  • Fazer uma pesquisa em sites específicos para saber quais palavras-chave apresentam um grande volume de buscas

Ferramentas para escolher palavras-chave

Obviamente, a palavra-chave principal, deve ser aquela que representa exatamente o produto cadastrado no seu e-commerce.

Contudo, sempre vale a pena fazer uma pesquisa em sites como:

  • Ubersuggest
  • SEMRush
  • Keyword Planner

Ao fazer a pesquisa, você consegue saber exatamente as palavras utilizadas pelo seu público-alvo. Dessa forma, fica muito mais fácil entender o que as pessoas esperam da sua loja virtual (e de todas que atuam no mesmo nicho que você).

Passo 2: Capriche no TÍTULO do Produto utilizando a palavra chave e até 60 caracteres

Quando for cadastrar qualquer tipo de produto no seu e-commerce, a palavra-chave deve obrigatoriamente ser inserida no título, como você já sabe.

Além disso, características relevantes sobre o produto devem fazer parte do título. Claro, é preciso ser extremamente objetivo, pois os títulos muito longos não são bem-vistos pelos algoritmos.

Portanto, no título, coloque apenas a palavra-chave e mais uma informação de extrema relevância sobre o produto.

Ao fazer isso, será mais fácil conseguir um bom ranqueamento nas páginas de pesquisa do Google.

Passe 3: Defina a URL do seu produto utilizando a palavra chave

A estrutura de um site em SEO precisa configurar a URL de forma correta.

Caso você não saiba, a URL é simplesmente o endereço de um site, pois é ela que vai mostrar ao usuário o objetivo do seu conteúdo.

Quando bem desenvolvida, ajuda a melhorar o posicionamento da sua página, ou seja, as chances de aparecer na primeira página do Google aumentam ainda mais.

O Google considera as páginas com endereços legíveis e de fácil compreensão como relevantes para o usuário.

Lembre-se de que a palavra-chave principal do produto ou serviço que você quer vender, deve sempre aparecer na URL.

Além disso, é preciso tomar cuidado com o número de caracteres na URL. O ideal é que ela tenha no máximo, 60 caracteres.

Portanto, se você já montou uma URL e percebeu que o endereço do site passou desse número, está na hora de fazer uma mudança, pois uma URL longa acaba sendo pouca objetiva, o que segundos os algoritmos do Google, não é algo bom para a experiência do usuário.

Consequentemente, páginas com URL longas têm mais dificuldade em alcançar um bom posicionamento.

Passo 4 – Elabore uma excelente DESCRIÇÃO do seu produto, seu vendedor virtual.

A meta descrição ou meta description, é o seu ‘’vendedor da internet’’ no google. Como assim?

Bom, sabe quando você vai fazer uma pesquisa no Google e logo embaixo do título aparece uma pequena descrição sobre o que você vai encontrar ao entrar no site? Pois bem, essa descrição é a meta description.

Essa ferramenta funciona como um atrativo para o usuário entrar em determinado site.

É importante mencionar que a meta description não é considerada um fator de ranqueamento para o Google. Mas então por que ela é tão importante?

Um dos motivos é porque a palavra-chave deve fazer parte da descrição. Ela fica em negrito quando coincide com o termo utilizado pelo usuário ao fazer a pesquisa.

Isso significa que a meta description atrai mais cliques para o seu usuário, fazendo com que você obtenha resultados mais positivos.

A importância de criar conteúdo original e relevante nas descrições dos produtos do seu e-commerce

Você já sabe o quanto é importante escolher boas palavras-chave, descrições para imagens e postar imagens de qualidade nos produtos cadastrados no seu e-commerce.

Mas tão importante quanto todos os seis passos mencionados, é o marketing de conteúdo.

Para começar, você não precisa escrever longos textos nas suas descrições, até porque o consumidor, na hora de adquirir um produto, gosta de descrições claras e objetivas.

O que estamos querendo dizer é que a descrição deve ser completa e com todas as informações necessárias, como por exemplo:

  • Nome do produto
  • Preço
  • Para que ele serve
  • Benefícios

Aliás, não somente as descrições, mas as categorias também devem ser bem completas e assertivas.

Isso vai ajudar os seus clientes a descobrir o que seu produto oferece e vai fazer com que os algoritmos do Google consigam encontram os produtos cadastrados no seu e-commerce de forma muito mais fácil.

Consequentemente, as chances de você se posicionar na primeira página aumentam consideravelmente.

Se você vende um produto que também é oferecido por outras lojas (como óleos essenciais de marcas conhecidas, por exemplo), você deve ficar muito atenção em relação a cópias.

Como assim?

Evite copiar descrições de fabricantes ou concorrentes que vendem o mesmo produto que você. Empresas que fazem isso, além de serem prejudicadas no ranqueamento do Google, podem sofrer com processos judiciais.

Aliás, você sabia que se os algoritmos do Google identificarem que você copiou o conteúdo, seu site pode ser penalizado?

Isso mesmo!

Por esse motivo, o conteúdo deve ser sempre original.

Não há problema algum em analisar seus concorrentes para adquirir inspiração. Mas jamais copie o texto por inteiro, ou uma frase sequer!

Passo 5 – Apresente seu produto com IMAGENS leves, reais e convincentes

As imagens apresentam o seu produto na internet. É importante que elas tenham uma ótima qualidade e tenham alguma relação com o conteúdo postado.

Nesse caso, elas devem representar os produtos cadastrados no seu e-commerce.

Boas imagens devem:

  • Ter uma boa resolução
  • Ter um bom tamanho
  • Serem leves (imagens pesadas deixam a página mais lenta)

Para colocar imagens na descrição do produto, o ideal é que você utilize câmeras de alta definição, para que o usuário possa ver a imagem com a melhor qualidade possível.

O ideal é que cada produto tenha pelo menos, umas cinco imagens cadastradas.

Quando possível, utilize fotos de pessoas utilizando o produto que você quer vender.

Mas existe uma ferramenta de SEO que pode ajudar as suas páginas a alcançar um bom posicionamento: o atributo ALT.

O que é atributo ALT?

O atributo alt é utilizado em códigos HTML. Essa ferramenta tem como objetivo atribuir um texto alternativo a imagem que será utilizada.

O Google já deixou bem claro que o conteúdo presente nesse atributo alt é lido pelos algoritmos e utilizados como uma informação referente ao conteúdo da imagem, para que o buscador saiba exatamente o tema ao qual a imagem se refere.

Para você entender mais sobre o assunto, vamos usar novamente o exemplo da loja virtual de óleos essenciais.

Pois bem, imagine que você seja o dono dessa loja e resolva cadastrar os produtos no seu e-commerce.

Uma das imagens é de uma mulher utilizando um dos óleos essenciais. Nesse caso, a frase que poderia fazer parte do atributo alt seria ‘’mulher utilizando um óleo essencial de (camomila, manjericão, etc)’’ ou simplesmente, ‘’mulher utilizando óleo essencial’’.

Passo 6 – Mantenha seus produtos organizados em categorias e subcategorias

As categorias do seu e-commerce devem ser otimizadas, para que dessa forma, seja possível receber acesso orgânico e realizar muitas vendas na sua loja virtual!

Para isso, é necessário obviamente, utilizar palavras-chave específicas.

Depois de escolher os termos que serão usados, é hora de colocá-los em todos os produtos cadastrados nas categorias e subcategorias.

Para definir as categorias, é preciso ficar atento a esses dois critérios:

• Organização de todos os produtos da loja

• Keywords mais buscadas no Google

Passo 7: Revise os atributos de SEO do seu produto.

São através desses atributos que o Google vai apresentar seu produto para os clientes nas buscas: Exemplo:

Os atributos mais importantes são:

  • Meta-title, que na maioria das plataformas é herdado do titulo de produto, possui um limite de 60 caracteres, por isso estabelecemos o titulo nessa quantidade.
  • Meta Description: O limite do Google é cerca de 160 caracteres (varia conforme a largura da fonte), em alguns casos é estabelecido como meta description os 160 primeiros caracteres da descrição, em outros casos define-se variavéis do e-commerce + frase de impacto, exemplo: “Encontre %NomeDoProduto com as melhores ofertas…” Exemplo:

Como verificar como meu produto está sendo exibido no google?

A forma de definição da meta description e meta title vai depender da plataforma, você pode automatizar essa definição ou estabelecer manualmente. O importante é você revisar como seu produto é visualizado nos resultados de pesquisa, da seguinte forma:

  1. Abra o buscador Google.com
  2. No campo de busca digite: site:<url do seu produto> exemplo:

Resultado:

Qual desses sete passos é o mais importante?

Na verdade, não há O passo mais importante. Tudo começa com a palavra-chave, mas não é simplesmente uma estratégia que vai ajudar a se posicionar melhor no Google, mas sim, o conjunto delas.

Por isso, ao cadastrar produtos no seu e-commerce, crie um processo de vendas organizado e objetivo.

Desse modo, quando o seu negócio começar a crescer, você não vai ficar perdido e desorientado.

Dica bônus: se além de uma loja virtual, você tem um espaço físico, cadastre a sua empresa ‘’Google Meu Negócio’’, que é uma plataforma gratuita e que te ajuda a estar mais presente nas buscas do Google de forma orgânica.

Imagem padrão
duraesjr@gmail.com
Artigos: 5

Deixar uma resposta

Address
304 North Cardinal St.
Dorchester Center, MA 02124

Work Hours
Monday to Friday: 7AM - 7PM
Weekend: 10AM - 5PM